São Paulo: Prefeitura e Estado adotam o Agosto Violeta!

O evento reuniu profissionais da medicina, coaches e a participação dos fundadores do Movimento de Paz e Justiça Ives Ota

No dia primeiro de agosto, o Instituto Ives Ota e a Associação Brasileira de Qualidade de Vida (ABQV), se uniram para o lançamento nacional do Movimento Agosto Violeta – Semeando o Perdão, Colhendo a Paz, no auditório do Hospital Santa Catariana, em São Paulo.

A prefeitura de São Paulo foi o primeiro órgão público a aderir ao Movimento. A diretora do Departamento de Iluminação Pública (Ilume), Denise Abreu, abraçou a causa e participou do Ato de Lançamento do Agosto Violeta.

O movimento é alusivo ao Dia Nacional do Perdão, que será comemorado todo dia 30 de agosto, e originou-se do Projeto de Lei 6128/13 que foi aprovado na Câmara dos Deputados em abril de 2015 e, no Senado, em março deste ano.

O evento reuniu profissionais da medicina, coaches e a participação dos fundadores do Movimento de Paz e Justiça Ives Ota, organização sem fins lucrativos que visa acolher vítimas de violência.

As boas-vindas, da ABQV, foram dadas pela vice-presidente Samia Simurro e pela diretora Ercy Paschoal, que também é coautora e porta-voz voluntária do Agosto Violeta.

Dr. Sérgio Felipe de OliveiraDurante o evento, o Dr. Sérgio Felipe de Oliveira sensibilizou o público presente com a Palestra: Influência da Espiritualidade na Saúde. “Desde 1998, a Organização Mundial da Saúde (OMS) incluiu o bem-estar espiritual como uma das definições de saúde, ao lado do aspecto físico, mental e social. Antes, a OMS definia saúde como o estado de completo bem-estar biológico, psicológico e social do indivíduo e desconsiderava o bem estar espiritual, isto é, o sofrimento da alma; tinha, portanto, uma visão reducionista, organicista da natureza humana, não a vendo em sua totalidade: mente, corpo e espírito,” defende Oliveira.

Casal OtaO casal Ota também relembrou da tragédia que aconteceu com seu filho Ives e a superação dessa perda, dedicando-se a luta pelo fim da impunidade e pela Cultura da Paz, através do Perdão.

“Como é possível trabalhar a espiritualidade nas empresas” foi o tema do debate, com mediação de Ercy Paschoal. Entre outros painéis.

Foi uma linda manhã onde muitas pessoas dedicaram seu tempo à implantação do Agosto Violeta: voluntários, o Hospital Santa Catarina e o Comando Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, que fez uma apresentação.

Foi com muita alegria e gratidão que o Movimento Agosto Violeta, Semeando o Perdão, Colhendo a Paz, realizou sua primeira ação.

Que nos próximos anos tenhamos mais apoiadores e multiplicadores dessa iniciativa. E que o Agosto Violeta seja um fato na história do País que marcou e alcançou a implementação da Cultura da Paz na sociedade brasileira.

Compartilhe nas redes sociais: