Congresso é iluminado de violeta pela paz e perdão

Durante todo o mês de agosto, o prédio do Congresso Nacional ficará iluminado com a cor violeta em referência ao Dia Nacional do Perdão, celebrado em 31 de agosto. A data, instituída pela Lei 13.437/2017 é parte do Movimento Agosto Violeta e tem o objetivo de promover a reflexão sobre o tema e promover a paz.

O projeto que originou a lei foi aprovado na Câmara dos Deputados em abril de 2015 e, no Senado, em março deste ano. Autora da proposta, a deputada Keiko Ota (PSB-SP) escolheu a data em referência à morte de seu filho, Ives Ota, sequestrado e assassinado aos 8 anos.

A parlamentar ressaltou, na justificativa do projeto, a luta de diversos movimentos sociais por justiça. Apesar da dor pela morte do filho, ela e o marido perdoaram os assassinos. O crime aconteceu há 20 anos, em agosto de 1997.

Como parte das celebrações do Movimento Agosto Violeta, está prevista a soltura de balões e a declamação da Oração do Perdão em frente ao Congresso Nacional, no próximo dia 30. No mesmo dia, haverá uma sessão solene no Plenário da Câmara dos Deputados, prevista para as 9h30.

Ações pelo país

Além de Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro já aderiram à iniciativa. O chafariz do Parque Ibirapuera e a ponte Octávio Frias de Oliveira (Estaiada), na capital paulista, e o Cristo Redentor, no Rio, também serão iluminados com a cor violeta durante o mês de agosto.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Compartilhe nas redes sociais: