Como perdoar e criar um legado positivo incrível

A grandeza é feita de ações pequenas. Constantes, diárias, persistentes. Muitos se perguntam, como perdoar o imperdoável?

Como perdoar uma traição? Só uma oração para o perdão é o bastante? Existe alguma frase sobre o perdão que abra os portais do coração para a liberdade?

Keiko Ota, hoje deputada federal, tem uma história intrigante sobre o perdão. O filho Ives foi assassinado aos oito anos pelos seguranças da loja comercial que administrava com o marido. Seu desejo de buscar um alento para a dor da perda resultou em um dos legados mais inspiradores para milhares de pessoas. Veja a seguir as dicas da Keiko para conseguir perdoar.

1 – É necessário parar de querer sofrer.

O luto, a dor, o sofrimento de uma situação pode nos deixar de joelhos para a vida. Mas em algum momento você precisa tirar os joelhos do chão e ficar de pé. Keiko explica que passado o momento da dor, é necessário interromper a vontade de se fazer de vítima e parar de querer sofrer. O tempo para isso é de cada um. Mas somente assim será possível buscar o próximo passo para o perdão.

2 – Adote um comportamento novo para romper com o velho.

Pode ser uma nova habilidade, mudar de casa ou participar de um encontro sobre qualidade de vida. Keiko lembra que ela fazia oração todos os dias e assim o fez por 21 dias. Essa oração ficou conhecida como a “oração do perdão” e tem ajudado muitas pessoas que buscam um alívio para sentimento de vingança. Perdoar é ser livre, não significa dar liberdade a quem lhe ofendeu, mas ser livre para continuar a vida sem remoer o passado. É uma declaração de força. Adotar um comportamento novo para romper com os padrões de pensamento antigos é um passo fundamental para alcançar o perdão.

3 – Limpe seu subconsciente.

Essa é a parte mais delicada. Certamente não ocorre do dia para a noite. Muitos dizem que não tem perdão, ou que quem perdoa é Deus. Mas pensar assim é fugir da responsabilidade de fazer uma escolha consciente que lhe trará resultados positivos. Tudo começa no subconsciente. Keiko lembra das centenas de horas de oração, ao acordar, durante o dia, antes de dormir. E ter gratidão por desejar o bem. Essa “limpeza” mental exige um compromisso significativo no dia a dia. Meditar é também uma boa maneira de alcançar essa limpeza, difícil,  mas, uma vez alcançada, lhe dará o propósito e o sentido de perdoar quem quer que seja.

Compartilhe nas redes sociais: