Como o perdão pode solucionar conflitos existenciais

COMO O PERDÃO PODE SOLUCIONAR CONFLITOS DO PASSADO

Você sabia que o Perdão é um dos Sentimentos mais poderosos que você pode sentir?

Você tem ideia do que a prática do Perdão pode fazer na sua vida?

Você sabia que perdoar gera um fenômeno neural impressionante no nosso organismo?

Então, respira fundo e me acompanhe nesta reflexão!

Estamos falando de um poderoso efeito fisiológico, que pode alavancar grandes conquistas em sua vida.

Talvez, você já tenha se sentido aprisionado por um sentimento de mágoa ou rancor ou tristeza, ou talvez devido a alguma ofensa, que alguém possa ter feito a você.

Esses sentimentos tóxicos acabam por deteriorar suas boas energias e sua força de vontade de seguir adiante, pois toda vez que se lembra do fato, acaba ficando mais triste, desanimado, podendo perder importantes oportunidades em sua vida.

Podemos dizer que, o perdão, já há algum tempo, deixou de ser apenas uma questão religiosa, para ser visto de uma dimensão muito mais ampla, uma vez que especialistas afirmam que perdoar é saudável mentalmente e até fisicamente. Muitas doenças são relacionadas com a baixa imunidade, causada pela raiva, irritação e nervosismo.

A culpa e o perdão estão tão entrelaçados quanto o ódio e o amor. É possível afirmar que, dificilmente conseguiremos perdoar alguém se primeiro não perdoarmos a nós mesmos.

O autoperdão nos permite fazer o nosso melhor hoje, enfrentando nossos conflitos para eliminação e superação das mágoas do passado, curando as dores do momento presente e fortalecendo nossos projetos para a vida futura.

O primeiro passo para perdoar é reconhecer o erro ou a falha, pois não há como mudar o acontecido, isso é um fato, mas você pode mudar a forma como encara o que aconteceu. E o perdão é a única alternativa que pode interromper o ciclo da culpa e da dor.;

“O passado já passou e o único momento que temos é o aqui e agora” (Carl Rogers)

Quando perdoamos, nos libertamos do pesado fardo da culpa, da vergonha, do rancor, vivenciando profundos sentimentos de equilibro e de paz interior, podendo transformar os erros em lições preciosas, das quais se possa retirar as bases para o êxito, em próximas oportunidades.

O ressentimento desgasta-nos física e emocionalmente, por isso perdoar será bom para você. Perdoe e desapegue-se do passado …

Pare de desperdiçar suas energias tentando esquecer, aceite isso e sempre que o pensamento voltar procure substituí-lo, calmamente, por outro pensamento que te faça bem.

Muitas pessoas não perdoam por achar que assim a outra pessoa vai sair impune do que fez e que por isso é preciso persistir nesse sentimento, sem perceber que quem mais se prejudica são elas mesmas.

Ao perdoar, você não estará fazendo nenhum favor ao seu ofensor, simplesmente você estará colocando limites para as ações dele na sua vida, embora ele continue a ter responsabilidade pelo ato praticado. No
entanto, ao fazer isso, você cortará a cadeia de dor e culpa que a ofensa ou o mal pode te causar e assim
sua vida tomará uma direção mais tranquila e satisfatória.

De acordo com a Neurociência, nosso cérebro é incapaz de sentir, ao mesmo tempo, gratidão e
infelicidade. Você é quem faz a escolha!

O seu ódio só prejudica a você mesmo, pois ele te faz adoecer e te mantem refém do passado, lhe
impedindo de viver um futuro melhor.

É natural que uma parte de nós se sinta culpada pelos fatos, sendo necessário reconstruir esse passado,
dar um novo significado.

Nossas emoções nos acompanham por todo o tempo, por isso o ódio, a mágoa e o rancor podem
obscurecer os fatos, nos dando uma visão distorcida dos acontecimentos, nos impedindo de ver a
realidade como ela é.

Talvez, você esteja pensando: “mas, isso não é fácil …”.

Difícil? Sim, muito! Mas também é libertador.

Perceba que, ao realizar a prática do perdão, de forma verdadeira, você estará vencendo um desafio
emocional.

É isso mesmo, quando você perceber que conseguiu perdoar e que não senti mais o desconforto, você
perceberá que é capaz. Capaz de vencer muitas outras barreiras que antes talvez, você não imaginasse que
conseguiria.

A prática do perdão despertará em você novos pensamentos e com isso novos sentimentos, assim como
uma nova forma de agir e de se comunicar com o mundo.

O perdão liberta!

E agora, eu te faço uma pergunta:

Quem você precisa perdoar hoje?

O que te impede de perdoar?

Reflita por um minuto e se você achar que é chegada a hora de se libertar de vez deste dilema, vá em
frente e encare sua transformação.

Lembre-se: somos a mudança que queremos ver no mundo!

“Nunca a alma humana surge tão forte e nobre como quando renuncia à vingança e ousa perdoar uma
ofensa”. (Charles Chaplin)

Perdoe, liberte-se e seja feliz hoje!

Fonte: Espaço D’Angelis

Compartilhe nas redes sociais: